Irrigação

 Jeito Correto de Irrigar a Horta

irrigação por gotejamento na horta

 

 

 

Irrigação na Horta

Todas as plantas necessitam de água para sua formação e crescimento, sendo que os melhores períodos para se fazer as regas, são de manhã e à tarde.

As plantas absorvem os nutrientes pelas folhas ( absorção foliar ), e pelas raízes. A irrigação é um dos fatores que contribuem para o bom desenvolvimento de uma planta.

A água é o veículo que faz com que os nutrientes sejam absorvidos pelas plantas . Para que haja absorção, é preciso um contato entre o nutriente  a raiz ou folha.

A água para as hortaliças precisa ser limpa e pura, evitamos assim, a contaminação nas plantas. Em caso de captação em rios ou lagos a análise da água é fundamental.

Em sementeiras ou mini hortas recomendamos que se tenha um pulverizador e um pequeno regador, que são eficientes em evitar excesso de água.

Para quem não possui um sistema de irrigação implantado, a recomendação é que se tenha um reservatório de água próximo a instalação ou uma torneira com finalidade de fazer as regas.

Opte por fazer as regas por volta de 8 horas da manhã, e à tarde após as 16:30 horas, o importante é que seja em horários mais frescos.

No caso de produção de mudas, recomendamos uma pequena estufa para essa finalidade, e evite que as bandejas fiquem diretamente ao solo, sendo que na estufa, principalmente em dias com temperaturas elevadas pode-se fazer até 3 regas por dia.

É importante salientar que devemos ter água com abundância e solo bastante fértil e humoso, do contrário pode-se incorporar à terra os fertilizantes que faltem; as hortaliças assim tratadas se adaptam muito bem. ( fatores importantes para horta )

Mas não se esqueça, evite excessos de água que possam ocasionar o aparecimento de doenças que prejudicam o desenvolvimento das plantas – monitore a umidade nos canteiros.

Sistemas de Irrigação para Hortas

Irrigação para Hortas de canteiros :

Existe um mercado amplo que atende vários seguimentos da agricultura, visando qualificar a necessidade hídrica nas plantações.

Os métodos mais utilizados na horticultura tecnológica são : Irrigação por aspersão e irrigação por gotejamento.

Conheça as diferenças entre os dois sistemas de Irrigação

1 – Irrigação por Aspersão

A irrigação por aspersão capta água de rios, açudes, lagos, etc, com um conjunto denominado motobomba, impulsiona água sob pressão por tubulações e acessórios, que no final,  é distribuída às plantas pelos aspersores.

A escolha dos aspersores é muito importante para se fazer a quantidade de regas necessárias, evitamos assim, desperdícios de água.

Estão presentes no mercado, um número adequado de aspersores, que atendem a necessidade de cada tipo de plantação e área de cultivo.

Conheça os aspersores mais usados em hortas

Os microaspersores funcionam muito bem em áreas muito pequenas de plantio, porque possuem um pequeno raio de ação. Trabalham com pressão de serviço variando entre 4 a 10 m.c.a.

Os aspersores pequenos são ideais para serem usados com água por gravidade com pressão de serviço que varia de 10 a 20 m.c.a e são muito utilizados em pequenas áreas. Raio de ação de 6 a 18 metros.

Os aspersores médios funcionam com pressão de serviço que varia entre 20 a 40 m.c.a e atingem um raio de ação entre 12 a 30 metros, sendo possível usá-lo em qualquer tipo de solo, serve para áreas pequenas e grandes.

Os aspersores grandes trabalham com pressão de serviço que varia entre 30 a 60 m.c.a e atinge um raio de ação variável entre 24 a 60 m. São aspersores muito usados em grandes áreas de plantio.

aspersor de irrigação
aspersor irrigando hortaliças

Vantagens da Irrigação por aspersão:

  1. A irrigação por aspersão pode ser instalada em qualquer terreno, independente de topografia.
  2. A quantidade de água lançada pelo aspersor umedece uniforme plantas em parte mais altas ou baixas.
  3. Com engates rápidos facilita a montagem do equipamento em campo.
  4. Em pouco tempo é possível mudar ramais e a retirada do sistema.
  5. Não atrapalha o trabalho em campo como aração , gradagem , colheitas, etc , as tarefas podem ser executadas normalmente.
  6. A aspersão dispensa a sistematização do terreno.
  7. Não agride o solo com erosões.

Desvantagens

  1. A irrigação por aspersão envolve grande investimento.
  2. Custo elevado de equipamentos se comparado com outros métodos.
  3. A manutenção é exigida aos equipamentos, e os reparos e desgastes podem acontecer antes da amortização do investimento.
  4. Envolve-se constante mão-de-obra na manutenção e mudança de ramais.

2 – Irrigação por gotejamento

A irrigação por gotejamento visa principalmente a economia de água e redução de custo na implantação em campo.

A água é conduzida ao plantio através de um reservatório que deve ser construído na parte mais alta do terreno para que haja pressão constante nas linhas . Pode ser captada também em lagos, reservatórios , etc.

Pode-se também instalar um conjunto motobomba com finalidade de impulsionar mais água aos gotejadores, principalmente quando o terreno não proporciona pressão ideal.

A água é aplicada diretamente na região das raízes das plantas e o sistema é constituído pelos seguintes equipamentos : Comando central; válvulas ; tubulação principal ou linha mestre; tubulação ou linha intermediária; linhas de irrigação ou gotejamento; microaspersores ou gotejadores.

irrigação por gotejamento
irrigação por gotejamento

Vantagens da irrigação por gotejamento

  1. Não precisa de grande mão-de-obra.
  2. Pode ser feito em terrenos de qualquer topografia.
  3. Economia e distribuição uniforme de água.
  4. O vento não atrapalha a distribuição.
  5. Pode-se acrescentar fertilizantes para plantas.
  6. O espaço entre linhas e plantas permanecem secos e evita o crescimento de ervas daninhas.
  7. Não agride o solo com erosões.
  8. O custo é menor.
  9. Os condutores são de fácil instalação.

 

Conclusão

Saiba que, a importância da água nas plantações é um procedimento fundamental para o êxito no desenvolvimento da área de cultivo, independe de tamanho ou tipo de cultura. Alguns fatores técnicos devem ser observados, como cuidados fitossanitários, erradicação de ervas daninhas, adubação adequada, etc. Mas devemos ter principalmente, a conscientização de economizar água em todo tipo de cultivo, não deixar faltar e nem desperdiçar, precisa ser um conceito pré estabelecido por todos os agricultores de norte a sul. Assim sendo, teremos dias de esplendor em nossas fontes de recursos hídricos.

Clique Aqui e Veja Dicas para preparar a Terra

Clique Aqui e Veja Dicas Para Fazer um Compostagem

Clique Aqui e Veja Dicas Sobre Hortaliças

Clique Aqui e Veja Dicas Para Conhecer a Fertilidade do Solo